2.9.09

Fire in the hole!

Eu não tinha, exatamente, o que postar hoje, passei o dia pensando no que raios ia colocar aqui já que tinha prometido consertar o formulário dos comentários (done) e contar algum causo (doing).

Aí Victor, como ótimo pai, me proporcionou um daqueles momentos deliciosos, que a gente tem que compartilhar.

É o seguinte: quando Victor passa o dia fora, chega afoito pra brincar com Benjamin. Ele não quer muito lá saber se está no fim do dia e eu tento fazer com que tudo seja mais calmo para encaminhar o pequeno para os braços de Morfeu, papai quer é farra! Nem sempre Ben corresponde, mas hoje estava todo gargalhadas e besourinhos pra cima de um pai derretido, deixei, né.

Empolgado pela resposta positiva do guri, Victor partiu para a quintessencial interação macho-bebê: bota o menino pra cima e sacode. Abro um parêntese pra perguntar se em 6.000 anos de homo sapiens sapiens, o homem (as in sexo masculino mesmo) ainda não aprendeu que se você sacudir um bebê lá no alto, a resposta é óbvia. E se o homo sapiens não aprendeu, pelo menos o telespectador das vídeo-cassetadas devia ter aprendido... Benjamin não me decepcionou e fez o que faz de melhor: golfou. Na cara do Victor. Na região bucal. E você não brinca com um bebê de boca fechada, brinca? Nem Victor.

Eu, dobrada de riso, não consegui formular uma reação de ajuda, então Victor meio que jogou o pobrezinho do menino na cama e saiu pra lavar a boca/vomitar/rir de si mesmo. Mas aí ficou bravo porque eu não consegui ajudá-lo. O que, exatamente, eu poderia ter feito?

Já sei: na próxima, eu tiro uma foto.

9 comentários:

Érika Zemuner 2 de setembro de 2009 00:29  

Huahsaushaushaushaush! Coitado! Mas quem manda, né?!

Em 4 meses de paternidade ele ainda não aprendeu?
Aliás, acho que agora aprendeu. A coisa só deve funcionar na prática mesmo.

Nanda 2 de setembro de 2009 00:38  

Érika, te digo que ele não aprendeu, e amanhã vai sacodir o menino de novo. Eles não sabem exatamente o que fazer com um bebê, entende? Hahaha

Ben-Hur Bernard, B. Bernard, Ben-Hur Bernard Pereira Costa (oficial), Biú (para as minhas crianças), Ben (para os amigos), BHB (para Aline Lemos) 2 de setembro de 2009 00:43  

auhsuahsuahushauhsuahs

Imagino a poça de "leite" dentro da boca... eca!

Soraya 2 de setembro de 2009 01:25  

Nandaaa vc leu meus pensamentos... na próxima tire fotos ou filme por favor!!!!!!!!
uhahuahuaha beiijos

Malu 2 de setembro de 2009 01:26  

Nossa, Nanda... hahahaha Até imaginei a cena aqui

Anderson Santos 2 de setembro de 2009 15:13  

hehehehehehehehehehe

"Eles não sabem exatamente o que fazer com um bebê, entende?". Um dia o gênero masculino da raça humana aprende. Algumas espécimes já devem ter aprendido, nem que seja na práxis.

Luciana 2 de setembro de 2009 20:24  

hahahaha! Aqui ja aconteceu o mesmo, mas ao invés da golfada ir na boca foi num dos olhos! E vou te dizer uma coisa: eles não aprendem mesmo! No outro dia fazem a mesma coisa (o que eu nem acho tão ruim, pois é tão bonitinho ver o pai brincando com o bebê...).

Anninha 10 de setembro de 2009 21:08  

Será que golfada funciona como um Yakult 'humanofabricado'? kkkkkkkkkk

Desatinada 15 de setembro de 2009 01:24  

eu tenho uam foto do marquinhos nesta mesma situaçao...