11.11.09

Insone

Eu queria sofrer de insônia. Sério. Se eu sofresse de insônia, não teria problemas em acordar 6 vezes por noite pra amamentar Benjamin por 5 minutos até que ele pegue no sono novamente. Ele, né, porque o meu demora horas pra voltar. Aí eu acordo parecendo um caco, passo o dia parecendo um zumbi e vou dormir parecendo... Parecendo nada, porque eu não durmo.



Salto de desenvolvimento é a explicação. É quando o bebê está aprendendo uma nova habilidade e seu sistema cognitivo e perceptivo está se adaptando a essa nova habilidade. No caso de Benjamin, a nova habilidade é rolar. E sentar e minhocar (quase-quase engatinhar). E ele rola. A noite. Inteira. Lembram que eu falei da cama compartilhada? Então, naquele lance meio coração de mãe eu previ o que aconteceria, arranquei uma das grades do berço dele e grudei na minha cama, fazendo quase um co-sleeper, mas ele decidiu que a cama inteira era dele, então rola por ela toda. Eu o deixo no berço, quando volto, está grudado na grade de proteção do outro lado. Espaço pra mim? Tem no chão, mãezinha.



Então perdoem se a volta ao blog é esse textículo. Porque prolactina ajuda a não dormir, mas nem toda prolactina do mundo está me ajudando agora. Vai passar, vai passar, só não sei se vou acompanhar.

4 comentários:

Anninha 11 de novembro de 2009 21:36  

Será que uma mulher dorme normalmente algum dia depois de ser mãe? =O

Luciana 11 de novembro de 2009 22:31  

Passar? Passa sim, mas pra voltar de novo daqui um tempo, viu? Aos 9 meses, aos 11, 1 ano... Hoje em dia o esquema aqui tambem envolve um berço sem grade grudado na nossa cama (com o calor abafante e um bebê que dorme como uma estrela do mar, não dava pra continuar na nossa cama). Mas quem disse que ele fica lá a noite toda? Agora acorda de madrugada, escala a mamae aqui e se mete no meio de nós dois.

E em tempo: nao pra dormir, mas brincar, viu?

E respondendo a Anninha acima: o Nic tem quase 13 meses e faz 3 dias que dormi uma noite 7,5h sem acordar. Comemorei ao amanhecer e na noite seguinte levei uma bucha, pois ele ja voltou a acordar váaaarias vezes de novo... :(

E vamo que vamo...

Anderson Santos 12 de novembro de 2009 16:36  

Sobre ter insônia, nisso eu sou especialista. Basta ter zilhões de problemas para resolver e não conseguir tirá-los da cabeça.

Sobre sua situação, ser mãe não é só parir, mas também é criar e padecer neste paraíso.

Soraya 12 de novembro de 2009 21:41  

AhuUHAhuAHUhUAHUhuhuUH
Ter insonia é mto util... veja bem.. dormi as 2 acordei as 6 e to tranquilona aqui na net... toda serelepe!
Bjus