9.10.09

Bom de boca

A felicidade definitivamente está nas pequenas coisas. Benjamin completou 6 meses, idade na qual os médicos indicam que se comece a introdução de outros alimentos, e eu andava em dúvida por onde começar. Já havia dado água e suco no copinho, mas não valeu porque não tinha aberto a válvula... Depois só água. E claro, já falei aqui que ele roubou mandioca e banana quando teve a oportunidade.

Se eu fosse uma pessoa centrada e disciplinada, abriria aqui no blog uma coluna para indicar algumas coisas que muito me ajudam nessa fase materna, mas não sou. Então vou indicá-las à medida que elas forem sendo usadas, e hoje a indicação é o livro Mamãe, eu quero da Sonia Hirsch, um guia prático de alimentação natureba saudável para crianças. Sim, Benjamin saiu de dentro de mim, mas deixou um bicho-grilo enraizado, pra minha sorte e a dele, não tanto a de Victor, que se pudesse, vivia de carne. Depois eu falo sobre Ben ser vegetariano ou não, assunto pra oooutro post.

Então a Sonia Hirsch diz para começarmos a transição alimentar com um leite de cereais. Leva coisa pra caralho: arroz integral, feijão azuki, aveia, trigo, gergelim e eu ainda inventei de colocar quinoa. Ferve por 3 horas e oi, não há botijão de gás que aguente, resolvi fazer uma panelada e... medi errado! É claro. Medi alguns ingredientes suficiente para 8 receitas! 8! Tá lá na geladeira, mandei um e-mail pra Sonia, que muito atenciosa disse que eu poderia fazer um pouco a mais e armazenar na geladeira, mas ela nunca falou 8 receitas. Aí com aquele caldeirão fervendo há 3 horas no fogão eu fiquei o dia inteiro pensando que putamerdaomeninonemvaigostardisso e assim que terminou de ficar pronto, deixei esfriar 2 minutos e botei na tigela dele pra tirar a prova.

Todas, absolutamente todas as coisas que eu já li sobre a introdução de alimentação dizem para começar aos poucos. Uma colherinha de chá, meia maçã raspadinha, por aí vai. Eu coloquei bastante na tigela de Ben porque não soube medir direito - de novo - e ele comeu tudo. A tigela inteira! Não fez besourinho e cuspiu a comida na minha cara, não empurrou o prato pra longe, não trancou a boca quando veio a colher... Precisei documentar. Favor assistir o vídeo no mudo:






Vocês notaram que o telefone toca no final do vídeo. Aí eu fui atender, deixei Benjamin com uma das colheres. Quando voltei, ele havia derrubado as DUAS colheres, conseguido soltar a ventosa que prendia o prato na bandeja e derrubar o resto da papinha que estava no prato, enquanto mastigava a ventosa. Apesar de ter pouco mais de duas colheradas na bandeja, foi uma bagunça tremenda. Taquei o menino no tanque, passei uma quiboa, anil, botei pra quarar e nem deu tempo de ficar com ciuminho porque ele enfim elevou-se à condição de onívoro e eu não sou mais tudo o que ele precisa para sobreviver, porque saiu do tanque procurando o peito. E mamou. Os dois peitos. Não deu pra filmar, mas quando ele largou o segundo peito o leite começou a SAIR da boca dele porque não cabia mais uma gota de comida no seu trato digestivo. Saiu um pouco, ele arrotou e ficou lá, com a barriga enorme, tirou uma soneca digna dos que se fartam e acordou carboidratado.

Ele não dorme, não gosta de sair de casa, mas o bichinho COME! E eu estou tão feliz que nem consegui fazer um post sagaz, malzaê! Então vou aproveitar que ele curtiu e enfiar as 8 receitas goela abaixo, no ritmo que ele vai não vai demorar tanto tempo assim pra precisar fazer outra panelada...

EDITADO: Queria dedicar esse post pra Anninha em homenagem à linda notícia que ela recebeu hoje, mas nem tem como fazer alguma relação, exceto que ela agora vai passar a comer tanto e tão bem quanto o Ben, né Anninha? Parabéns, mamãe!

10 comentários:

Érika Zemuner 10 de outubro de 2009 00:15  

Eu acho que ele não tem a menor cara de quem vai ser vegetariano, Nanda. Se ele com 6 meses é bom de colher desse jeito o_o
E, invariavelmente, o Victor uma hora VAI levar ele a um churrasco e, ao que tudo indica, ele VAI gostar daquilo lá, viu.

Vai se preparando pra essa decepção na sua vida.

Aliás, dizer "vejam o vídeo no mudo" funciona como psicologia contrária. É meio óbvio que a gente não ia fazer isso Hasuhasuahsuahsuh

Anninha 10 de outubro de 2009 01:08  

Ai, Nanda, morro de rir com seu bom humor, kkkkkkkkkkk. Depois vejo video, estou com enfado de recém grávida, kkkkkkkkkkkk.

Beijocas!

Luciana 11 de outubro de 2009 01:49  

Quedeusconserve!

Tô bo-ba!

Concordo com a Érika: acho que ele nao mostra o menor jeito pra vegetariano (alias, pra qualquer restricao alimentar). Esse menino vai comer de tudo e MUITO!

Beijos (de boca aberta)!

PS1: melhor ir fazendo uma vaquinha à parte pra alimentar esse tourinho! :-)

PS2: to aqui procurando uma alternativa ao leite de vaca pro Nicolas, que quase completa 1 ano. A Sonia Hirsch recomenda seguir com este leite de cereais por muito tempo ou ela sugere dar outro pra qdo o bebê for um pouco mais velho? Eu tenho lido tanta coisa contra o leite de vaca e o de soja... Mas to com dificuldade de encontrar o que é melhor pra ele agora... Se tiver alguma luz pra me dar...

Anninha 11 de outubro de 2009 01:50  

Nossa, que chique, post editado em minha homenagem! Obrigada! Tomara que eu não coma com o mesmo apetite do Ben, pq ele tem quem porcione a quantidade de sua comida, eu não, hahaha. Mas quero comer com a mesma qualidade que ele, isso sim! =)

Beijão!

Anninha 11 de outubro de 2009 09:26  

Assisti ao video agora e achei uma graça, rs. Que garoto educado, come e usa lenço pra limpar a boca! ^^ Só não entendi pq duas colheres, confesso que fiquei curiosa, ahsuashuas. Um fofo ele é! E gosta mesmo de comer, hein? Hehehe!

Luciana 12 de outubro de 2009 00:03  

Ei Nanda! Obrigada pela resposta lá no blog! Realmente, ninguem que é pró alimentacao saudavel recomenda leite de vaca... Bom, o Nicolas ja nao toma LM, e eu nao quero esculhambar ainda mais ne? :-)

Gostei muito de saber que o leite de cereais supre todas necessidades de calcio! Vou procurar ler mais sobre isso...

Vou pedir alguem da minha familia pra comprar e me mandar o livro!

Beijos e obrigada...

Soraya 12 de outubro de 2009 02:54  

Que bom de comer ele Nanda...
Tomara que ele continue assim...
uhauahua
Adoro receitas natureba...
Depois post a quantidade pra esse leite de cereais.
beijos

Nanda 13 de outubro de 2009 11:18  

Quero informar que ele vai sim, ser vegetariano, porque não vai ser obrigado a comer carne desde pequenino, hunf!!! Hahaha...

Anne, as duas colheres são porque eu deixo uma pra ele brincar e outra pra dar a comida (elas são de tamanhos diferentes, também), mas nesse dia em particular ele não queria saber de brincar, só de comer!

Anderson Santos 13 de outubro de 2009 15:07  

heheheheheheh

Vou comentar a mesma coisa quando vi o Benjamin com roupa do Palmeiras: "Qual o direito de escolha do Benjamin?". Você escolheu ser vegetariana e ele não pode fazer isso?

Além disso, quero só ver vc controlá-lo nas festas dos amiguinhos em meio a coxinhas, empadas e demais lanches.

Ah, não tô dormindo o necessário qp não posso mesmo.

Anninha 13 de outubro de 2009 20:06  

Ô, amiga... vc pôs roupa do Palmeiras no Ben? Tadinho!!! (rsrsrsrsrsrsrsrsrs) Vou comprar um uniforme do Timão pra ele!!! =P

Brincadeiras à parte, imaginei que as duas colheres teriam esta finalidade: uma pra ele, uma pra mamys!!

Quanto ao vegetarianismo, acredito que vc consegue sim, orientá-lo para que não coma carne. Vc é vegetariana estrita? É mais difícil, mas não impossível.

Ah, será que a dona do livro se importaria se a receita do leite de cereais fosse divulgado? Queria saber como é que se faz.

Beijocas!